No piar da andorinha
renasce a primavera!
Sonhos de côr tão bela
que nem mesmo a azevinho
com seu perfume intenso
consegue conter o que penso.

O sol, com seu bafo quente
acorda nobre sentimento
sempre que em ti penso
e me perco de tão dormente.

És a luz de minha aurora
a razão de meu viver
confio em ti meu querer
poder não mais te perder!...

MC

 

publicado por mcarvas às 21:12