LETRAS SÓ

03.04.13

À caneta prazenteira

Lhe confio a palavra

Que letra a letra, ela grava

Na folha a sementeira.

 

Vagueia então a distância

Nesta tão certa presença

Uma incerta aliança

Da frescura dessa ausência.

 

Seguimos por mundos distantes

Centros de luta bravia

Em todos, farta euforia

Cheios de feitos constantes.

 

Nesta doce alegoria

De palmilhar tanto mundo

Tão breve se fica mudo

E  medra a melancolia.

 

Dois seres dentro de um so

Numa contenda constante

Uma peleja incessante

Sem curta pausa, nem dó.

 

Trazer mundos ao mundo

Surreal contemplação

Que nasce da comunhão

Qua a caneta tem por fundo!...

 

Soltas, alcançam barreiras

Semeando a desordem

Mesmo que o não notem

Juntas vencem fronteiras!...

 

MC

 

publicado por mcarvas às 15:29

ESPERANTO

03.04.13

Que cachos tão engraçados

De um sublime traçado

Que compoêm teu penteado

Num singelo enlaçado.

 

As cores que os transportam

Eleiam coros divinos

Quam puros e cristalinos

Que mil invejas, te auguram.

 

As ruas, pasmam de espanto

Ao te sentirem passar

E teu passo de embalar

As faz sibilar em esperanto!

 

Tingem-se em frutos de mel 

Para olvidares teus caminho

E um aroma de azevinho

Dá-lhes um tom em pastel.

 

Alongam-se de mansinho

Ao te sentirem passar

Transpira nas outra, um pasmar

 

E num rancor de ancorar

Ouve-se forte crepitar

Num rangido miudinho!...

 

MC

publicado por mcarvas às 15:25

mais sobre mim

pesquisar

 

Abril 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

  • Gostei muito desta poesiaLindo,e triste o pobrezi...
  • Lindo, lindo o que aqui li, lembrou-me infância, s...
  • Gostei destas quadras, claro que gostei muito daqu...
  • Adorei.Só hoje dei com o seu espaço, mas vou volta...
  • Olá! Apesar de comentar muito espaçadamente estes ...
  • tenho olhos azuis e sou loiro, a minha namorada te...
  • É bom ter de volta estes preciosos poemas. Fico co...
  • E nas feiras compram votos com canetas e autocolan...
  • Tenho de me penitenciar por ter estado uma semana ...
  • Uma mão cheia de bonitos poemas. Este último, entã...

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro