Um céu sereno se abriu
e o mar bravio se acalmou
nem o vento mais buliu
quando o sonho começou.

Em verdes prados pairava
tão intensa que era a calma
que alimentava a chama
que em golfadas jorrava.

Era tão extensa a luz
que todas as trevas tomou
nem a mais ténue ousou
não se postrar frenta à cruz

E nesse vale de esperança
onde abunda a humildade
floresce forte saudade
no nascer da confiança.

Não há muro nem montanha
que trave esta vontade
poder sentir em verdade
tem uma força tamanha.

MC

 

publicado por mcarvas às 01:09