Oh santos, oh pecadores
oh criadores de venturas
levai-me destes taludes
onde talhei minhas dores.

Vôos brancos possa ter
todos quantos possa querer
poder não voltar a temer
nem tampouco mais sofrer!...

Será pedir demais
que a noite luz, possa ter?
Entre as sombras poder vêr

a força deste meu ser
que insiste em revolver;
Não ser um entre os demais...

MC

 

publicado por mcarvas às 13:55