Nas nuvens gravei teu nome
para dar a volta ao mundo
preguei-o com cravos, bem fundo
para não haver quem o tome.

Pintei-o de azul anil
com a tinta de sorrir
e estrelinhas a luzir
juntaram-se-lhe mais de mil!

Dos céus caíu um cometa
que à nuvem se prendeu
ao mundo, mil voltas deu
tão veloz como uma seta.

Em meus braços o deixou
lavado por tanta estrela
qual delas, tú a mais bela
p'ra sempre comogo ficou.

A nuvem p'ró céu voltou
e o cometa então partiu
só esta saudade não caíu
a todo ela me tomou.

MC

 

publicado por mcarvas às 23:41