Vou percorrer oceanos
e a todos os portos bater
vou sem nada a temer.

Uma estrela levo no pano
que ao vento desfraldei
para indicar o caminho
Na proa, segue um anjinho
com as rosas que eu te darei!

Levo uma cesta forrada
da vida que sempre quiz
no meio as preces que fiz
por ti, oh minha amada.

MC

 

publicado por mcarvas às 23:31