Deambulando pelo bosque
um passarinho chorou!
Para o ramo em que pousou
a tristeza foi um choque!

Toda a àrvore esmoreceu
acolhendo o passarinho
embalando-o de mansinho
que tão breve adormeceu.

Seu sono que era tormenta
logo por todo o tomou
e o passarinho chorou
lágrimas do firmamento!...

Em todo o bosque entoou
um penar de pensamento
tornando seu o tormento
que o passarinho contou.

Na tristeza, ele se perdeu!
Até o dia escureceu
quando o passarinho tombou
que de tristeza morreu.

Jáz ao pé daquela àrvore
que sentida o acolheu
e a seus pés sepultou.

Em sua campa rasa semeou
a esperança que ele perdeu
para, que não mais alguém acorde
a tristeza que o tomou.

MC

 

tags: ,
publicado por mcarvas às 22:25