Ai meu Deus!
Que desígnos esses os teus...
Já não sei o que me deu
Todo meu ser já morreu

Tenho meu peito vazio
A mente parou no tempo
Não tenho força nem alento
De viver só mais um dia.

A todo o dia que passa
Ando a ficar louco
morro em todos mais um pouco
Já não sei, o que se passa.

Se sofrer é o meu fado
Eu não quero mais viver
A vida passa-me ao lado
Valia mais eu morrer.

Ai meu Deus, concede-me Tú essa graça

 

publicado por mcarvas às 17:39