Que idade tens irmão?
De verdade ou traição;
As viagens que fizemos
à volta do mesmo sol...
As perguntas soltas respondidas
com teu olhar perdido!
Lembras-te dos risos de ontem?
Por tantos caminhos seguimos
Heras e ambição ficaram...
Varridos pelo mesmo vento
calcorreamos todos os quadrantes
Colhemos flôres
em agrstes montes.
E os castelos?
Tantos, que construimos em vão!
Forças faltaram
amor não.
Penso na idade
na idade da verdade.
Nesse periodo da história
que nada fiz
em tua glória.
Penso...

 

MC

 

publicado por mcarvas às 19:22