Se eu morrer amanhã!...

Não me levem flores

Quando tiveram uma vida inteira

Sim,inteira

Para o fazer acontecer.

Se eu morrer amanhã!...

Nao me chorem de saudades

Quando em vida,

Não me encontraram

Nem de o procurar ousaram.

Se eu morrer amanhã !...

Não se arrependam

De não terem dito tudo

Quando meus ouvidos eram carne

Não deste pó, que os consomem.

Se eu morrer amanhã!...

Não toquem em minhas mãos frias

Se o não pensaram

Quando estavam quentes.

Se eu morrer amanhã!...

Não me pensem

Como seria se estivesse vivo...

Quando em toda a vida

Nao o fizeram acontecer.

Se eu morrer amanhã!...

Não exortem sentimentos

Nem juras de amor eterno

Já não estou cá para o ouvir.

Se eu morrer amanhã...

Não diga nada

Nada que o não tenha sido

Nem me cite

Sem de mim o ter ouvido.

Se eu morrer amanhã!...

Jamais vera alguém igual a mim

Não fui mais em menos que outrem

Somente...

Sim, somente fui diferente.

 

MC

publicado por mcarvas às 15:47