Sempre a cantarolar
saltava no largo o petiz
com um ar tão feliz
e um sorriso de encantar.

Hoje, era polícia
com gestos um pouco rudes
punha um ar sizudo
e o nome a todos pedia!

Mas nesta brincadeira
que tão breve se esvaía
logo nova ele via
e p'ra ela ele partia.

Com um sorriso estampado
e os olhitos a brilhar
atrás o cãosito a ladrar
estavam já a entrar no adro.

E nova aventura surgiu
bem no meio do canteiro
à ponta tinha um sobreiro
p'a onde o cãosito fugiu.

E logo ele o chamou
para que não fugisse
ou mesmo dele se perdesse
e a seus pés ele se deitou.

Une-os uma forte amizade!
Brincam juntos todo o dia
semeando alegria
com gestos de cumplicidade.

A brincar lá vão crescendo
e mais amigos ficando
esta é a mais pura verdade
desta força da amizade.

MC

 

publicado por mcarvas às 20:21