Talvez

26.11.07

Penso!

Talvez sim...

Um dia, quem sabe.

Mas em contexto soturno

talvez o brilho de jade

aclare um pouco este outono;

Outrora cálido e sereno

em crepitante pulsar!

De vida...

Paixão...

Quem sabe, um dia talvez !...

sinto-me:
publicado por mcarvas às 19:30

Homenagem

26.11.07

Os corpos, teu corpo
em movimentos!
Os corpos, tuas mãos
minhas mãos nuas.
nas tuas.
Vejo poemas, transcrevo...
Talvez... Não devo!
Os corpos são fonemas.
Minhas mãos nuas
nas tuas...
Os corpos em movimento
e, através dos corpos
juntos...
Ao mesmo altar
Desejo, paixão...
é só homenagem
ao poder de acreditar!

sinto-me:
publicado por mcarvas às 19:28

mais sobre mim

pesquisar

 

Novembro 2007

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
28
29
30

comentários recentes

  • Gostei muito desta poesiaLindo,e triste o pobrezi...
  • Lindo, lindo o que aqui li, lembrou-me infância, s...
  • Gostei destas quadras, claro que gostei muito daqu...
  • Adorei.Só hoje dei com o seu espaço, mas vou volta...
  • Olá! Apesar de comentar muito espaçadamente estes ...
  • tenho olhos azuis e sou loiro, a minha namorada te...
  • É bom ter de volta estes preciosos poemas. Fico co...
  • E nas feiras compram votos com canetas e autocolan...
  • Tenho de me penitenciar por ter estado uma semana ...
  • Uma mão cheia de bonitos poemas. Este último, entã...

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro