Promessa

16.09.08

Um dia plantei
uma sombra de alegria
sonhando que florescia
sonhando com quem amei.
Mas a sombra era tão forte
que a alegria esmoreceu
e meu amor, se perdeu.
Nesse dia sem norte
vagueei por mil caminhos
por ruas, prados e montes
até mesmo junto às fontes
em busca de seu carinho
mas não mais te encontrei.
Caíu em mim um tormento
que me tomou por dentro
tão só que eu fiquei.
Nunca mais te verei!
Esse teu suave dormir
tanto ele me acalmava
oh tanto que eu te amava.
Mas o destino quis um dia
de mim te separar
meu mundo ficou sem ar
e minha vida sem guia.
Vazio enorme me tomou
que tão breve me sufocou
perdi todo meu querer
sem ti, não sei viver.
Mas em mim floresceu
tanto que ele cresceu
que não mais eu vou querer
outra em teu lugar ter
Amei-te intensamente.
Nesse mundo para onde foste
que não posso vêr teu rosto
uma coisa te prometo
em mim estás sempre presente
hei-de amar-te eternamente.
Que os anjos te guardem
e das dôres te resguardem.
Até logo meu amor!...

 

publicado por mcarvas às 17:52

Luto

16.09.08

O tempo parou na cidade
As luzes outrora brilhantes
já não luzem como dantes.
A praça ficou sombria
despida de alegria
perdeu toda a vaidade.
Os bancos estão mais sujos
as ruas denegridas
As fachadas coloridas,
algumas de côres garridas
racharam, também estão feridas.
Já nem se vê o sabujo
que outrora ali pernoitava
sonhando que um novo dia
lhe troxesse parca alegria.
Que triste é esta vida
que negrura desmedida
.Até a floreira do canto
sempre cheia de graça
que de luz enchia a praça
murchou, perdeu seu manto!
O tempo já não tem tempo
a vida parou no tempo
A noite chegou à cidade
Tão dura que é a verdade
No tempo perdi o momento
esse momento no meu tempo.
Tudo parou..., já não luto
Todo meu ser está de luto!...

 

publicado por mcarvas às 17:52

Em meu peito

16.09.08

Penso no meu canto
tú vives, em meu peito
de morte, é já meu leito
Pensar em ti solta meu pranto.

Oh saudade desse tempo
desse tempo de alegria
dos mementos de euforia
tudo parou n'um momento

É uma dor gigante
que me inunda o peito
que me consome a eito.
Porquê? Porquê meu Deus!

Porquê, esta dor lactente?
Porquê, este sofrimento?
Porque me roubate o alento?...

De negro se vestiu a euforia
plantas-te em mim a tristeza
essa tristeza sem fim
esta tristeza que há em mim.

Oh que saudade meu Deus!
Oh que saudade...

 

publicado por mcarvas às 17:51

Preçe

16.09.08

Doi amores tive na vida
aos dois amo demais.
Um que me criou
tratou e educou
Outro...outro que me amou.
Minha mãe para Ti Tomas-te
e tão só que me Deixas-te
só não sei porque Quises-te
levar também minha amada.
Que triste sina, esta a minha.
Já não sei o que querer
já não sei o que temer
saber não mais eu te vêr
tanto me faz doer.
Já não quero mais viver
deixa-me partir desta vida
tão grande é a ferida
deixa-me, de amor morrer.
E esta dor que não passa
a vida, perdeu a graça
deixa-me somente partir
que mais Te posso pedir
senão neste momento morrer
Oh Deus! Se de mim gostas um pouco
Talvez a sorte possa ter
de minha mãe voltar a vêr
que me cure desta dor
que me embale mais um pouco
em busca de meu amor.
Dizes Tú que é pecado
a própria morte fazer
a vida passa-me ao lado
que mais posso eu querer?...
Embala-me no teu sentir
Deixa-me contigo partir!...

Até logo meu amor...

 

publicado por mcarvas às 17:50

Julgamento

16.09.08

Não me julguem pelo que digo
nem por quem tudo perdeu
Julguem-me pelo que eu sou;
Perdoem o meu castigo!...

Nada mais tenho a perder
nem nada mais a querer
a não ser sonhar poder
poder voltar a te ver.

Contigo eu adormeço
E sonho, sonho contigo amor.
Esqueço-me desta dor
adormeço este castigo.

Ao acordar recomeço
neste martírio sem fim
que me consome, me devora
já não tem dia nem hora
já nem sequer penso em mim.

É uma agonia acordar
deixa-me dormir em mim
deixa-me não mais acordar
pois tú vives em mim.

E sempre te vou guardar
p'ra sempre te vou querer
p'ra sempre te vou amar.

Amor, Estou quase a chegar...

 

publicado por mcarvas às 17:49

Fortuna

16.09.08

Não tenho nada de meu
fortuna, joias, palácios
tenho estrelas e o luar
e muito amor para te dar.

Em pensamentos me embrenho
e vou cada vez mais fundo
caminho, até ao fim do mundo
e vejo que já nada tenho. 
 
és todo meu mundo.
Já não choro, já não rio
já nem sequer sinto frio
a vida perdeu seu rumo
está presa por um fio... 
 
Pensamentos consomem 
neles me deixo embalar
por nada mais ter para dar
neles meus sonhos dormem.

Dormem, já não acordam 
neles que eu quero viver 
neles, eu posso querer 
neles, eu posso te ter.

Dorme!...
Meu Amor já dorme...

 

publicado por mcarvas às 17:43

Silêncio

16.09.08

Tão difícil é para mim
viver nesta agonia
estes anos são tão duros
desprovidos de alegria
de não te ter junto a mim.


 Mas em toda esta crueza
por fim caí em mim
e pude ver com clareza
que meu amor por ti não tem fim.


 Não me canso de o dizer
e aos quatro ventos bradar
bradar e até cantar
pr'a todo mundo saber
que esta força de te querer
é a razão do meu viver.


 Sinto-me triste
Por te não ter comigo
Mas feliz, por tanto, tanto te amar.

Boa noite amor Pensa em mim....

 

publicado por mcarvas às 17:42

Chamar a morte

16.09.08

Ai meu Deus!
Que desígnos esses os teus...
Já não sei o que me deu
Todo meu ser já morreu

Tenho meu peito vazio
A mente parou no tempo
Não tenho força nem alento
De viver só mais um dia.

A todo o dia que passa
Ando a ficar louco
morro em todos mais um pouco
Já não sei, o que se passa.

Se sofrer é o meu fado
Eu não quero mais viver
A vida passa-me ao lado
Valia mais eu morrer.

Ai meu Deus, concede-me Tú essa graça

 

publicado por mcarvas às 17:39

Palco da vida

16.09.08

Pode-se ter defeitos,viver ansioso, ou ficar irritado algumas vezes;
Mas não esquecer que a vida ,é a maior empresa do mundo.
Pode-se evitar que vá à falência.

Gostaria que te lembrasses que ser feliz;
Não é ter um céu sem tempestades
Caminhar sem acidentes
Trabalhar sem fadigas
Relacionamentos sem desilusões.
Ser feliz, é encontrar força no perdão
Esperança, nas batalhas
Segurança, no palco do medo
Amor, nos desencontros.
Ser feliz, não é apenas valorizar o sorriso
mas reflectir sobre a tristeza.
Não é apenas comemorar o sucesso
mas aprender lições no fracasso.
Não é ter hábito nos aplausos
mas encontrar alegria no anonimato.
Ser feliz, é reconhecer que vale a pena viver.
apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz, é deixar de ser vítima do problema
e tornar-se autor da própria história
É atravessar desertos por si só
mas ser capaz de encontrar um oásis, no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deusa cada manhã,
pelo milagre da vida.
É ter maturidade suficiente
para dizer, "eu errei"
É ter segurança para receber uma crítica
mesmo que essa possa ser injusta.
É ter a ousadia de pedir perdão
Sensibilidade para expressar, "preciso de ti"
Ter capacidade para dizer, "eu te amo"
E ter a humildade da receptividade
Ser feliz, não é ter uma vida perfeita
mas usar as lágrimas, para irrigar a tolerância
Usar as perdas, para refinar a paciência
As falhas, para lapidar o prazer
Usar os obstáculos
para abrir janelas de inteligência.
Jamais desista de si
Jamais desista de quem ama.
Por mais nebulosos que tenham sido os dias
Jamais desista de amar
Jamais desista do perdão

 

publicado por mcarvas às 17:38

Último Fôlego

16.09.08

Verdes prados já não vejo
nem o céu lhes resistiu
tão sombrio está meu leito
meu peito de negro vestiu
que nem já dia almejo. 
 
a vil tristeza me amarras-te
agarras-te, não mais largas-te
que em teu seio me consumo.
Tão duro que é perder-te
Tão duro que é amar-te
A vida perdeu seu rumo.

A cada dia que passa
A cada minuto que pulsa
Tanto segundo correu
e todo meu ser parou
Parou, não mais andou
a minha vida esreuceu.

No oásis de meu ser
brota frondoso deserto
Quan duro e tão agreste
de esperança já não ter.
Maior sorte não podia querer
de neste momento morrer!...

 

MC

 

publicado por mcarvas às 17:36

mais sobre mim

pesquisar

 

Setembro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
22
23
24
25
26
27
29
30

comentários recentes

  • Gostei muito desta poesiaLindo,e triste o pobrezi...
  • Lindo, lindo o que aqui li, lembrou-me infância, s...
  • Gostei destas quadras, claro que gostei muito daqu...
  • Adorei.Só hoje dei com o seu espaço, mas vou volta...
  • Olá! Apesar de comentar muito espaçadamente estes ...
  • tenho olhos azuis e sou loiro, a minha namorada te...
  • É bom ter de volta estes preciosos poemas. Fico co...
  • E nas feiras compram votos com canetas e autocolan...
  • Tenho de me penitenciar por ter estado uma semana ...
  • Uma mão cheia de bonitos poemas. Este último, entã...

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro