Êcos

23.01.09


Que todas a feras da terra
que em sangue se lambusam
sintam a quem elutam
as vertigens dessa guerra.

Lavam-se matas com sangue
onde medra a avareza
tecem ramos de incerteza
por uma caçada infame.

Os prémios então jogados
por tantas carcaças despidas
do nobre sêlo da vida
brilham aos olhos dos biltros.

O homem em sua senda
gera temor entre os demais
unem-se a seus començais
ao perpetuar essa senda.

E na senda da contenda
um vale de lágrimas é cavado
onde tanto destino é largado
que somam a ignóbil caçada.

Nos antrios dessa guerra
onde se gera a vingança
urge aos êcos da matança
ver também, tombar a fera!...

MC

 

publicado por mcarvas às 18:15

Viver

23.01.09

  Preçes leva-as o vento  na espera da absolvição  soma e segue a confusão  quebra vontades e intento   Um sentimento de perda  que assola toda a vontade  gera um sentido em verdade  numa só via,saudade.   Ver definhar o sentido  que ergueu tantos altares  torna parco seus pares  definha o ceptro erguido!   Calcorear as sementes  ainda por germinar  é um eterno fadar  nesta via de contrastes.   A confusão que se avoluma  não tem princípio nem fim  é um não querer saír de mim  e me acorrenta na bruma.   Querer voltar a sentir  vivências então perdidas  limpar exêquias da partida   com uma força desmedida  que a vida tão aguerrida  volte de novo a sorrir.   MC 

publicado por mcarvas às 18:14

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
24
25
26
28
29
31

comentários recentes

  • Gostei muito desta poesiaLindo,e triste o pobrezi...
  • Lindo, lindo o que aqui li, lembrou-me infância, s...
  • Gostei destas quadras, claro que gostei muito daqu...
  • Adorei.Só hoje dei com o seu espaço, mas vou volta...
  • Olá! Apesar de comentar muito espaçadamente estes ...
  • tenho olhos azuis e sou loiro, a minha namorada te...
  • É bom ter de volta estes preciosos poemas. Fico co...
  • E nas feiras compram votos com canetas e autocolan...
  • Tenho de me penitenciar por ter estado uma semana ...
  • Uma mão cheia de bonitos poemas. Este último, entã...

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro